Com o objetivo de estabelecer mais um canal de troca, comunicação
divulgação sobre os saberes e fazeres das Ilhas, o Museu da Ilha da Pintada, desde
sua inauguração, em dezembro de 2012, cria exposições com diferentes temáticas para
aproximar e ampliar o diálogo entre o museu e a comunidade do bairro Arquipélago. Elas
se propõem a ser um espaço instigante de debate sobre temas ligados à preservação
ambiental, memórias dos moradores, histórias, enfim, são o lugar próprio para estabelecer
um diálogo entre as pessoas, suas vidas e seu território. Além disso, podem variar
conforme sua tipologia, se configurando como exposições permanentes, temporárias ou
A primeira exposição,“O Imaginário da Ilha da Pintada” conta com oito
painéis elaborados a partir de pesquisa bibliográfica e narrativa dos moradores da Ilha
da Pintada. O conteúdo é composto pelas lendas, mitos, crenças e histórias locais. Essa
exposição foi montada no CTG da ilha da Pintada, por ocasião da inauguração do Museu,
e segue sendo apresentada em diferentes espaços do RS, sob coordenação do Instituto
Cultural Português.

A segunda, denominada “Retratos da Ilha da Pintada”, reúne imagens
produzidas pelos alunos, Alexya Moreira da Silva, Ana Paula de Matos Souza, Ane Vitória
Rodrigues Oliveira, Eva Francielly Felicion, Gabrielle Mendes Ferreira, Igor Romeiro
da Silva e Kimberllyn C. Cosme, da Escola Estadual de Ensino Maria José Mabilde, a
partir de experimentações feitas durante uma oficina de Educação para o Patrimônio. À
semelhança da primeira, também continua circulando, tendo sido apresentada na Colônia
de Pescadores Z5, no 14º Salão de Extensão da UFRGS e na Festa de Abertura da 234ª
Feira do Peixe da cidade de Porto Alegre, em abril de 2014.
A terceira, “O Artesanato como escama de peixe na Ilha da Pintada”,
foi proposta com a intenção de apresentar as biojóias produzidas pela Associação
de Artesãs Art’Escama, com a utilização de escamas, cartilagem e couro de peixe,
coloridas com tintas naturais, num ensaio fotográfico registrando mulheres da Ilha, em
imagens feitas por Helenice Christaldo , Valessa Rosa de Araújo, e Danielle Mescouto.
Essa mostra firma uma parceira entre os diferentes atores da Ilha da Pintada, rumo à
valorização de seus moradores, de seu território e de sua cultura.
Dessa forma, com as exposições cria-se mais um espaço para a articulação e
valorização da cultura e do território das Ilhas.